Compartilhe!

Em entrevista, Charli XCX fala sobre abrir mão do sucesso comercial para ter liberdade artística

Em entrevista para i-D Magazine, Charli XCX revelou que o verso original de “Gone” tirava sarro de sua gravadora.


Embora tenha sido lançada como “I feel so unstable fucking hate these people” essa é a versão 2.0 de “Gone”, última colaboração lançada por Charli XCX. Sua versão original era “I feel so unstable fucking hate my label” (Eu me sinto tão instável, odeio minha gravadora pra caralho). Não estava com ódio deles na época ou qualquer coisa. Apenas pensei que seria engraçado”, ela esclarece.


O obscuro espaço industrial da filmagem em vídeo dirigida por Colin Solal Cardo evoca o mesmo cenário de rave dos outros vídeos de Charli, como o 5 in the Morning. É a estética da pós-festa; a marca Charli passou os últimos quatro anos cultivando duas mixtapes cuidadosamente. O desejo de Charli de criar imagens de festas eternas tem sido tão eficaz que se torna surpreendente vê-la fazendo algo que revela seu próprio mundo.



O impacto de Chris no pop nos últimos anos tem sido monumental, mas ela é uma autora independente. Seu segundo álbum, onde ela se reinventou como a personagem andrógina de Chris e retirou “and the Queens”, foi aclamado por sua exploração de sua própria estranheza.


“Foi a primeira vez colaborando e me sentindo confortável para mim”, confessa Chris. “Eu nunca faria isso apenas por fazer. Às vezes, minha gravadora diz ‘Você pode tentar colaborar mais?‘, Mas Chris afirma que foi diferente com Gone. “O fato de ela me deixar escrever suas letras foi uma prova de confiança. Estou sendo eu mesma em uma música com Charli.”


Charli é mestre em fazer as pessoas se sentirem bem-vindas em sua galáxia sonora; em 2015, ela abandonou o pop convencional e desde então passou quatro anos aprimorando o ofício de colaboração. Depois de seus grandes sucessos nos EUA, como Fancy, com Iggy Azalea e Boom Clap, ela ficou cansada de esperar por um super-estrelato que nunca chegou. O anticlímax dos gráficos mainstream impulsionou seu pioneirismo para os esquisitos times de PC pop que se tornaram sua marca registrada, e nos quatro anos seguintes ela criou um trabalho aclamado pela crítica em dois mixtapes de dez faixas, Number 1 Angel e Pop 2. Seu trabalho nesse período tem sido quase exclusivamente colaborativo, e ela tem relacionamentos contínuos com quem é quem de artistas underground (como o SOPHIE, AG Cook, Dorian Electra, Kim Petras e muitos outros) outras.

“Para mim, ‘Number 1 Angel’ e ‘Pop 2’, foram como se estivesse jogando todas minhas preocupações sobre o sucesso comercial pela janela. Não ligando mais para os charts, como ‘Oh, preciso ser a garota de Boom Clap para sempre!’, declara Charli com firmeza. ”Foda-se aquela garota. Essa garota não sou eu. Acho que foi quando realmente ganhei uma fanbase que se importaria de verdade com um álbum. AG Cook e eu originalmente queríamos fazer uma terceira mixtape, mas depois dissemos ‘foda-se, agora parece a hora certa para um álbum’ ”.

Ver essa foto no Instagram

💗 GONE FT CHRIS DROPS TOMORROW 💗 7.30PM UK @ANNIEMACDJ 💗 HOTTEST RECORD IN THE WORLD 💗 @BBCRADIO1 💗 this song is about those situations where you are surrounded by loads of people but feel so isolated and alone. I feel like that a lot of the time in social situations. I never know what to do with myself, I feel so insecure and out of place and lost. I feel like a lot of people I know get those feelings. When it comes to me, I’ll either party through it and try to escape my feelings or I will totally cave in. The emotions that come alongside anxiety are so huge and crippling. This song is about breaking down but it’s also about breaking free. It feels like one big external scream. Both this song and video are a huge release of energy for me. When I hear it and when I dance to it I feel truly euphoric and alive, like I’m pushing out all the bad feelings from my brain. Its like I’m channeling all my anger and frustration (and sometimes sadness) into dancing it all away. I can’t wait for you to hear it tomorrow. Thank you to @christineandthequeens @nooniebao @lotusiv @agcook404 & @nomakmusic for being a part of this song with me. I am so obsessed with what we have created.💗

Uma publicação compartilhada por Charli (@charli_xcx) em

Essa música é sobre as situações em que você está cercada por muitas pessoas, mas se sente tão isolada e sozinha. Sinto muito isso em situações sociais. Nunca sei o que fazer comigo mesma, me sinto tão insegura, fora do lugar e perdida. Sinto que muitas pessoas que conheço têm esses sentimentos. Quando se trata de mim, vou festejar e tentar escapar dos meus sentimentos, ou me isolar totalmente. As emoções que vêm ao lado da ansiedade são tão grandes e incapacitantes. Essa música é sobre surtar, mas também é sobre se libertar. Parece um grande grito. Tanto essa música quanto o vídeo são uma enorme liberação de energia para mim. Quando ouço e danço, sinto-me verdadeiramente eufórica e viva, como se estivesse tirando todos os sentimentos ruins do meu cérebro. É como se eu estivesse canalizando toda a minha raiva e frustração (e às vezes tristeza) para dançar tudo isso pra fora.

Publicado em 18/07/19 por XCX

Tags: Notícias